Paróquia lança projeto de revitalização do Rio São Manoel

Uma missa campal realizada no Sítio Cachoeira Alegre, na comunidade de Santa Teresinha, na tarde do último sábado (22), marcou o início das atividades do projeto que visa promover ações que colaborem para a revitalização da bacia hidrográfica do Rio São Manoel. O dia do Rio São Manoel é comemorado em 21 de abril conforme Lei Municipal n.º 400 de 2004.

O projeto é realizado em parceria com a Semades - Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Grupo Gênesis, com o apoio do Codema - Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente, CBH Manhuaçu, Instituto Terra, Polícia Militar de Meio Ambiente e Sicoob. A concepção do projeto se deu a partir do estabelecimento de uma meta pastoral assumida pela assembleia paroquial em dezembro de 2016, decorrente das reflexões da Campanha da Fraternidade.

Antes da celebração, dirigida pelo pároco Padre José Marcelino, representantes das comunidades fizeram o plantio de algumas mudas de espécies nativas nas margens do rio. Após a missa ocorreram palestras sobre assuntos relacionados com as ações previstas no cronograma do projeto que envolve as 54 comunidades da paróquia e outras instituições. 

O Secretário Municipal de Meio Ambiente Genilson Tadeu Silva (PV) participou do evento e, na ocasião, parabenizou a comunidade paroquial pela iniciativa, destacando a importância das parcerias e do envolvimento das pessoas em todo o processo de implementação das propostas. Além de representar o Poder Público Municipal no projeto, Tadeu é vice-presidente do CBH Manhuaçu (Comitê da Bacia Hidrográfica Águas do Rio Manuhuaçu), da bacia da qual Mutum faz parte. 

O presidente do PV, Karone Marllus Rocha de Oliveira, representando o Grupo Gênesis, falou das últimas conquistas em prol da preservação dos recursos naturais da região, como a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e a consolidação do Sistema Municipal do Meio Ambiente e, também, ressaltou a grande necessidade e o desafio de abranger toda a extensão da bacia e mobilizar a população, as entidades públicas e privadas para que se atinja os objetivos desejados. 

Durante a homilia, o Padre José Marcelino destacou as inúmeras investidas da Igreja Católica, sobretudo através das Campanhas da Fraternidade, no sentido da defesa da vida, da proteção e conservação das riquezas naturais e outros esforços que demonstram a contínua preocupação e comprometimento com essas causas essenciais. O Padre lembrou também da visita pastoral do Bispo Dom Pedro Maria de Lacerda, em 1886 à região do Distrito de Ocidente, quando ressaltou as belezas naturais da região. "Muitas belezas há nesta Província! Campos planos, matas lindíssimas com tantas árvores altas, corpulentas, gigantescas! Muitas serras e montanhas com inúmeros picos e cabeças das formas mais grandiosas, rios grandes e navegáveis, rios menores com muitos afluentes.", registrou o Bispo em seu diário pastoral.

A representante da Paróquia na comissão organizadora, Marília Cândida, citou algumas das principais propostas do projeto como a criação do Centro de Revitalização do Rio São Manoel, recuperação e proteção de nascentes e outras APPs; construção de fossas sépticas, de barraginhas e caixas de  contenção; cultivo, distribuição e plantio de mudas; criação de um banco de sementes crioulas; sugestão de projetos de lei; expedições e atividades de educação ambiental.

O evento contou com a participação de autoridades políticas, lideranças comunitárias e representantes de inúmeras regiões do município.   

A BACIA  DO RIO SÃO MANOEL

O manancial percorre o vasto território do município de Mutum (MG) e sua primeira nascente está localizada na Pedra Santa, distrito de Imbiruçu, na divida com o Estado do Espírito Santo. O Rio São Manoel corta o distrito de Ocidente, recebe as águas do Ribeirão de Humaitá, passa por Roseiral, atravessa a sede do município, onde abraça o Rio Mutum e, em Centenário, deságua no Rio José Pedro, na fronteira com Pocrane, que abastece o Rio Manhuaçu, afluente do Rio Doce. 

O Rio São Manoel é o segundo maior afluente da Bacia Hidrográfica do Rio Manhuaçu, com aproximadamente 100 km de extensão e vazão média histórica de 2.338 litros por segundo. A bacia do São Manoel possui uma cerda de 27 mil habitantes e sua área de drenagem é de 1.153 km². 

Nos últimos anos o manancial vem sofrendo muita degradação e suas águas encontram-se poluídas, o seu leito assoreado, as matas ciliares são praticamente inexistentes e algumas de suas nascentes secaram e outras tiveram sua vazão muito reduzida. A falta de saneamento básico, a extração indevida de areia, o desmatamento e resíduos de agrotóxicos são alguns dos grandes problemas da bacia.

Segundo os coordenadores do projeto uma das primeiras ações será a construção do Centro de Revitalização do Rio São Manoel e, em seguida, as atividades começarão  nas cabeceiras, indo até a foz do Rio no Distrito de Centenário. Em breve será divulgado o cronograma e outras informações.
 
  

24 / 04 / 2017 (Atualiz. 02/05/2017)
VEJA MAIS FOTOS CLICANDO AQUI.

NOTÍCIA  RELACIONADA:
Paróquia realiza Missa de abertura de projeto socioambiental (MutumOnline)
  
Fotos: Léo Gomes / MutumOnline.com

DESTAQUES - Confira as notícias em destaque no site do PV Mutum

Comitiva verde é recebida pelo Deputado Cássio Soares em BH

60 mil reais foram garantidos para a saúde e novos projetos foram iniciados. O Deputado Estadual Cássio Soares (PSD), apoiado pelo PV de ...