História do PV

O Partido Verde surgiu como instituição política na Tasmânia (Austrália). Um grupo de ecologistas denominado United Tasmanian Group se reuniu pela primeira vez em 1972. O objetivo era impedir o transbordamento do Lake Pedder. Mais Tarde o grupo adotou o nome de Green Party. Hoje, o Partido Verde é parte decisiva na política australiana tendo elegido deputados e senadores.
Clique no vídeo acima para assistir uma síntese da história do Partido Verde no Brasil.
.
Da Austrália para a Nova Zelândia, depois para Europa e hoje em todo o mundo. O Partido Verde está constituído em mais de 120 países.
Na Europa os Verdes surgiram nos anos 70 e se consolidaram como partidos políticos nos anos 80. Hoje o Partido Verde participa de vários governos e é a quarta maior bancada no Parlamento Europeu.

No Brasil a primeira manifestação político partidária com o nome de Partido Verde  ocorreu no Estado do Paraná em 1982. O candidato a Deputado Federal pelo PTB Hamilton Vilela de Magalhães utilizou em sua propaganda, inclusive na televisão, o nome do Partido Verde e uma baleia como símbolo. 

No Teatro Clara Nunes (RJ): Fernando Gabeira, Lucélia Santos, Alfredo Sirkis, John 
Neschling, Luis Alberto Py, Carlos Minc, Herbert Daniel e Guido Gelli.
Essa, no entanto, foi uma manifestação isolada. O Partido Verde veio a ser criado em 1986 no Rio de Janeiro. Um grupo composto por escritores, jornalistas, ecologistas, artistas e também por ex-exilados políticos começou a dar forma ao PV. Participaram nesse grupo Alfredo Sirkis, Herbert Daniel, Guido Gelli, Lucélia Santos e Fernando Gabeira, entre outros.
Embora legalizado o Partido Verde não participou das eleições de novembro de 1986. Apesar disso, no Rio de Janeiro, em uma aliança informal com o PT, o então líder verde, Fernando Gabeira, disputou as eleições para governador do Estado. Foi uma campanha maciça e entusiástica, porque, pela primeira vez no Brasil, nas tevês e nas ruas, foram vistas manifestações por uma política predominantemente ecológica, entre outras atitudes não conservadoras.

A reação foi dura e a candidatura Verde recebeu oposição forte através da mídia conservadora. A campanha teve seus momentos espetaculares, como por exemplo, o contingente de 100 mil pessoas no memorável abraço ecológico à Lagoa Rodrigo de Freitas. Naquela eleição, Fernando Gabeira obteve 7,8% dos votos e ficou em terceiro lugar. Os verdes elegeram também seu primeiro deputado estadual, Carlos Minc.

Em 1992 durante a ECO-92 os verdes de várias partes do mundo se encontraram pela primeira vez no Rio de Janeiro. A partir de então se iniciou a formação das Federações de Partidos Verdes com o objetivo de cooperação, troca de experiências e consolidação programática.

Hoje os Verdes estão organizados em 4 Federações: A Federação Européia dos Partidos Verdes, a Federação dos Partidos Verdes das Américas, a Federação dos Partidos Verdes da África e a Federação dos Partidos Verdes da Ásia e Oceania.

Em 2001, em Canberra, Austrália, aconteceu o Global Greens 2001, encontro mundial dos Partidos Verdes quando foi aprovada a Carta Verde da Terra o primeiro documento unificado dos Partidos Verdes Mundiais.


 O PV Mutum 

1.ª reunião com filiados do PV Mutum - 29/01/2010
Comungando com os princípios norteadores do Partido Verde e com a percepção de que, para  a melhoria da qualidade de vida da população, o compromisso social  faz da política partidária elemento imprescindível ao exercício da democracia, levando os indivíduos a se aglutinarem em torno de objetivos comuns que dependem do poder público, é que se agruparam pessoas de variados segmentos da sociedade formando,  em 2008, a Comissão Provisória de criação do PV Municipal que foi aberto oficialmente no dia 27 de outubro de 2009.

Com o pres.nacional do PV José Luiz Penna
As eleições de 2010 marcaram o início da consolidação do Partido Verde em Mutum. A expressiva votação dos candidatos apoiados pelo PV Mutum deu demonstração pública e consistente dos anseios de parcela considerável do eleitorado mutuense, fazendo surgir lideranças oriundas de um processo de participação coletiva e democrática dos cidadãos. O Deputado Estadual Tiago Ulisses foi o quinto mais votado em Mutum com 1.188 votos e, também, outros candidatos verdes tiveram significativa votação. O resultado nas urnas e a repercussão local e regional da atuação dos militantes configurou definitivamente o PV como uma nova e inovadora força político-partidária na cidade e que melhor vislumbra as aspirações da população de Mutum.
.
Visita ao Diretório Estadual do PV. 
Com pres.do PV-MG Ronaldo Vasconcellos

Hoje, consolidado no cenário político do município e da região, é com alegria, responsabilidade e compromisso que o PV de Mutum  compartilha  com todos os filiados e a população em geral o entusiasmo e grandes perspectivas no sentido de promover indistintamente o bem social a todos os cidadãos mutuenses, bem como a todo o nosso Brasil. 

Convenção Municipal - 2012

Em 2012, o Partido Verde lança como candidato a prefeito de Mutum, Ronaldo Coutinho Nogueira, o Ronaldinho, tendo como vice João Batista Marçal do Partido dos Trabalhadores (PT) e como partidos coligados o PV, PT, PDT e PRTB. Com o lema "Juntos Faremos Mais" a coligação propôs aos mutuenses uma nova e inovadora forma de fazer política e gerir a coisa pública priorizando o que realmente reflete no desenvolvimento sustentável e na qualidade de vida de toda a população.

Praça Benedito Valadares logo após a apuração - 07/10/12
No dia 7 de outubro de 2012 o Partido Verde de Mutum protagoniza um dos maiores feitos da história política mutuense. Com 7.007 votos (40,76%) e, concorrendo com outros três candidatos, Ronaldinho foi escolhido pela expressiva maioria do povo para assumir a Prefeitura de Mutum para o mandato de 2013-2016.

Diplomação eleitos - 14/12/13

Vereadores do PV (Nilton, Clóvis e Washington)
O PV elegeu três vereadores: Clóvis Viana (Cobrinha), Nilton Marcos de Lima (Nilton Rumão) e Washington Torres Hubner de Medeiros que assumiu a presidência da Câmara para o biênio 2013-2014, vindo a ser reeleito em 2015 para o biênio 2015-2016.  O Partido Verde assumiu também seis das onze secretarias municipais para a gestão 2013-2016.

Em 2014, o Deputado Estadual Tiago Ulisses (PV), com o apoio da militância verde municipal, teve sua votação aumentada em 25%, sendo o terceiro deputado mais votado em Mutum. Muitas realizações importantes foram viabilizadas com o apoio do parlamentar desde que foi apresentado pelo PV Mutum à comunidade mutuense. 

Washington, Karone Marllus (presidente do PV) e Juarez Levindo
Em 2016, o Partido Verde tem participação efetiva no processo eleitoral em Mutum, integrando a coligação majoritária "Compromisso com o Progresso", composta pelos partidos PT, PTC, PV e PSD, que foi vencedora do pleito reconduzindo João Batista Marçal Teixeira ao cargo de prefeito municipal, tendo como vice o psicólogo Eduardo Fonseca Teixeira do PTC. 
Cristiano Lopes e Nilton Rumão
Na eleição proporcional, coligado com o PTC, o PV teve sua votação ampliada e elegeu dois Vereadores, Washington Torres Hubner de Medeiros do distrito de Ocidente e Juarez Calixto da Silva (Juares Levindo) e teve dois suplentes, Nilton Marques de Lima (Rumão) do distrito de Centenário e Cristiano Lopes Lourenço do Povoado de Santa Rita.

No dia primeiro de janeiro de 2017, no dia da posse, Washington foi eleito pela terceira vez consecutiva presidente da Câmara Municipal. No dia cinco de janeiro, Juarez Levindo  foi indicado para Líder do Governo pelo prefeito João Batista Marçal Teixeira e, também, assumiu a liderança da bancada do PV.



Veja  também:
 ESTATUTO      VALORES      CÓDIGO DE ÉTICA      SER VERDE       HISTÓRIA       MANIFESTO  
 

http://pvmutum.blogspot.com/p/blog-page_7.html

DESTAQUES - Confira as notícias em destaque no site do PV Mutum

Comitiva verde é recebida pelo Deputado Cássio Soares em BH

60 mil reais foram garantidos para a saúde e novos projetos foram iniciados. O Deputado Estadual Cássio Soares (PSD), apoiado pelo PV de ...